SYS-CON MEDIA Authors: Liz McMillan, Zakia Bouachraoui, Elizabeth White, Pat Romanski, Yeshim Deniz

News Feed Item

Mori Building e teamLab lançam o Museu de Arte Digital sem precedentes

O “MORI Building DIGITAL ART MUSEUM: teamLab Borderless”, um museu de arte digital sem precedentes, criado em conjunto pela Mori Building Co., Ltd, desenvolvedora líder de cenários urbanos, e a teamLab, uma coleção líder mundial de arte digital, abriu hoje, anunciaram as duas organizadoras.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20180620005016/pt/

Toshiyuki Inoko, Founder of teamLab (Photo: Business Wire)

Toshiyuki Inoko, Founder of teamLab (Photo: Business Wire)

O museu de arte digital apresenta aproximadamente 50 obras de arte interativa, algumas completamente novas, numa enorme área de 10.000  m², com cinco zonas. As obras de arte interativa não têm fronteiras que as separem de outras obras. Algumas se estendem para além das salas de instalação e nos corredores, algumas se sobrepõem a outras obras e algumas até se fundem com outras obras. Como não há fronteiras, as obras imersivas mantêm as fronteiras entre as pessoas num estado de fluxo contínuo. Os visitantes entram fisicamente e exploram as obras, além de experimentar interações com outros visitantes. O resultado é um tipo totalmente novo de experiência de arte digital interativa que não tem similares em nenhuma parte do mundo.

Finalmente, a Mori Building e a teamLab desejam que seu museu de arte digital exclusivo amplie as interações culturais em Tóquio e aumente o magnetismo da cidade, à medida que a metrópole se aproxima de 2020 e além.

Anexo

MORI Building DIGITAL ART MUSEUM: teamLab Borderless (10.000m², 5 zonas)

1: Mundo sem fronteira

As pessoas entendem e reconhecem o mundo através dos seus corpos, movimentando-se livremente e formando conexões e relações com outras pessoas. Como consequência, o corpo tem seu próprio sentido de tempo. Na mente, as fronteiras entre pensamentos diferentes são ambíguas, fazendo com que influenciem e às vezes se misturem uns com os outros.

O teamLab Borderless é um grupo de obras de arte que formam um mundo sem fronteira. As obras de arte se movimentam para fora das salas livremente, formam conexões e relações com pessoas, comunicam com outras obras, influenciam e às vezes se misturam umas com as outras e têm o mesmo conceito de tempo que o corpo humano.

As pessoas se perdem no mundo das obras de arte. As obras sem fronteira se transformam de acordo com a presença das pessoas e, enquanto imergimos e nos misturamos nesse mundo unificado, experimentamos a continuidade entre as pessoas, além de um novo relacionamento que transcende as fronteiras entre as pessoas e o mundo.

2: teamLab Athletics Forest

O teamLab Athletics Forest é um novo "espaço físico criativo" que treina a capacidade de reconhecimento espacial promovendo o crescimento do hipocampo do cérebro. É baseado no conceito de entender o mundo através do corpo e de pensar o mundo tridimensionalmente. Num espaço complexo, fisicamente desafiador, tridimensional, deixe seu corpo imergir em um mundo interativo.

3: Future Park

Learn and Play! O Future Park é um projeto educacional e um campo experimental de co-criação (criação colaborativa).

4: Forest of Lamps

Quando uma pessoa fica parada perto de uma lâmpada, ela brilha e emite uma cor que se reproduz. A luz dessa lâmpada passa a ser o ponto inicial e ela se espalha para as duas lâmpadas mais próximas. A luz das duas lâmpadas mais próximas transmite a mesma cor para outras lâmpadas, uma após a outra, espalhando-se continuamente. A luz transmitida da lâmpada sempre se reproduz como uma luz brilhante uma vez, passando para as lâmpadas próximas, até que todas as lâmpadas tenham brilhado uma vez, e depois volta para a primeira lâmpada. A luz da lâmpada, em resposta à interação humana, se divide em duas, torna-se uma linha óptica através de todas as lâmpadas respectivamente, finalmente encontrando a primeira lâmpada, que se tornou o ponto inicial.

5: EN TEA HOUSE

Faça um chá e uma flor desabrocha na xícara de chá. Flores desabrocham infinitamente enquanto houver chá. O chá no bule torna-se um mundo infinito em que as flores continuam a desabrochar. Beba no mundo infinitamente em expansão.

Mensagens dos operadores

Shingo Tsuji, presidente e diretor executivo da Mori Building Co., Ltd.

Tóquio deve aumentar continuamente seu poder magnético para atrair pessoas, bens, capital e informação de todo o mundo. De acordo com o mais recente Global Power City Index, um relatório anual emitido pelo órgão de pesquisa Mori Memorial Foundation do Mori Building, Tóquio, tem uma classificação muito alta em áreas como economia, meio ambiente e habitabilidade, mas perde em termos de arte e interação cultural.

As iniciativas de desenvolvimento urbano da Mori Building incorporam diversas funções urbanas. Nosso primeiro importante desenvolvimento cultural urbano, Suntory Hall, em ARK Hills, apresentou um vasto conjunto de eventos culturais desde a abertura em 1986. Nosso suporte para o crescimento e a evolução de arte contemporânea inclui também o Mori Art Museum. Acreditamos que a arte moderna é importante porque reflete a era moderna em que vivemos. Agora temos arte digital, a arte moderna de ponta de hoje, que é possível pela rápida evolução das tecnologias.

O Mori Building incorpora ativamente as oportunidades educacionais nas suas iniciativas de desenvolvimento urbano. O Mori Building oferece a 20.000 crianças oportunidades de arte e aprendizagem, por exemplo, o Kids’ Workshop, principalmente em Roppongi Hills, todos os anos. As crianças precisam de aprendizagem proativa, altamente dimensional no mundo real mas, em vez disso, recebem educação bidimensional passiva em salas de aula. Ficaríamos felizes se as crianças pudessem aprender como apreender as coisas com maior dimensionalidade, e ampliassem seus poderes de imaginação explorando nosso mundo de arte digital.

Durante a excitante corrida de Tóquio para 2020, esperamos que todos aproveitem esse primeiro e único museu desse tipo, um mundo sem precedentes de arte digital criado em colaboração pela teamLab e a MoriBuilding.

Toshiyuki Inoko, fundador da teamLab

A arte digital foi liberada das restrições de substância material. Os sentimentos e os pensamentos que foram incorporados à obra de arte através de um meio físico agora podem ser diretamente transferidos para as pessoas (visitantes) através da experiência.

Diferentemente dos materiais físicos, as pessoas se movimentam livremente com seus corpos, formam conexões com outras pessoas e reconhecem o mundo através dos seus corpos. O corpo tem um conceito de tempo e, na mente, e as fronteiras entre pensamentos diferentes são ambíguas, fazendo com que eles influenciem e algumas vezes se misturem uns com os outros.

Se um artista pode colocar pensamentos e sentimentos diretamente nas experiências das pessoas, as obras de arte também podem se movimentar livremente, formar conexões e relacionamentos com as pessoas e ter o mesmo conceito de tempo que o corpo humano. As obras de arte podem transcender fronteiras, influenciar e, algumas, vezes se misturar uns com os outros. Dessa forma, todas as fronteiras entre artistas, pessoas e obras de arte se dissolvem e o mundo teamLab Borderless é criado.

Enquanto as pessoas caminham livremente pela teamLab Borderless, elas se perdem no mundo das obras de arte. As obras de arte sem fronteira se transformam de acordo com a presença de pessoas e, quando imergimos e nos misturamos nesse mundo unificado, exploramos um novo relacionamento que transcende as fronteiras entre as pessoas e entre as pessoas e o mundo.

 

MORI Building DIGITAL ART MUSEUM: teamLab Borderless

Localização:   palette town, Odaiba
Endereço: 1-3-8 Aomi, Koto-ku, Tóquio
Área ocupada: cerca de 10.000 m2
Lançamento: quinta-feira, 21 de junho de 2018
Horário: 11h00 às 19h00 (21h00 durante a abertura comemorativa*) de segunda a quinta-feira
11h00 às 21h00 (22h00*) nas sextas-feiras e vésperas de feriados nacionais.
10h00 às 21h00 (22h00*) aos sábados
10h00 às 19h00 (20h00*) aos domingos e feriados nacionais.
*Período de abertura comemorativa, de quinta-feira, 21 de junho a sexta-feira, 31 de agosto de 2018
- Entrada até uma hora antes do fechamento.
- As horas de funcionamento podem mudar de acordo com a estação. Para obter mais informações, acesse o site.
Fechado: as segundas e quartas terças-feiras de cada mês
Ingresso: adultos e estudantes universitários e do ensino médio: 3.200 ienes (imposto incluído)
Crianças (de 4 anos a estudantes do ensino médio): 1.000 ienes (imposto incluído)
*Os ingressos comemorativos da abertura serão oferecidos com preço especial de 2.400 ienes, entre quinta-feira, 21 de junho, e terça-feira, 31 de julho de 2018.
- Ingressos antecipados são vendidos pelo preço normal e a data da visita é fixa.
- A entrada diária é limitada e o portão é fechado se os ingressos esgotarem. Para obter mais informações, acesse o site.
- A entrada para o EN TEA HOUSE (café) é cobrada separadamente.
- Estudantes do ensino médio e crianças mais novas devem estar acompanhadas de um responsável.
Venda de ingressos: a partir de quinta-feira, 07 de junho de 2018.
Pontos de venda:

site oficial do museu (https://www.teamlab.art/e/borderless/), ingresso Lawson e ingresso Seven

Organizadores: Parceira com responsabilidade limitada Mori Building e teamLab (estabelecida para operar o museu)
Oficial

site: https://www.teamlab.art/e/borderless/

Vídeo teaser:

https://youtu.be/y3quanO4bKw

 

Sobre a Mori Building

Mori Building é uma desenvolvedora urbana inovadora com sede em Tóquio. A empresa tem o compromisso de maximizar o poder magnético das cidades, criando e fomentando centros urbanos seguros, sustentáveis e cosmopolitas, baseados no seu conceito exclusivo de cida jardim vertical (Vertical Garden City) de centros comerciais, educacionais, residenciais e de lazer de alto nível. O conceito é aplicado nos vários projetos de ponta da empresa, inclusive ARK Hills, Roppongi Hills e Toranomon Hills, em Tóquio, e no Centro financeiro mundial de Xangai (Shanghai World Financial Center). A Mori Building está também envolvida em arrendamento de imóveis, gestão de projetos e consultoria. Visite o site www.mori.co.jp/en

Sobre a teamLab

teamLab (f. 2001) é uma sociedade de arte, um grupo interdisciplinar de ultratecnólogos cuja prática colaborativa busca navegar na confluência da arte, ciência, tecnologia, design e o mundo natural. Vários especialistas, como artistas, programadores, engenheiros, animadores de CG, matemáticos e arquitetos formam a teamLab.

A teamLab visa explorar um novo relacionamento entre o homem e a natureza e entre nós mesmos e o mundo através da arte. A tecnologia digital permitiu que a arte se libertasse do elemento físico e transcendesse fronteiras. A teamLab não vê fronteiras entre o homem e a natureza e entre nós mesmos e o mundo: um está no outro, e o outro está no um. Tudo existe numa continuidade de vida longa, frágil, mas milagrosa e sem fronteira.

A teamLab tem sido objeto de várias exposições em locais de todo o mundo, incluindo teamLab Dance! Art Exhibition and Learn and Play! teamLab Future Park, que já recebeu mais de 470.000 visitantes; Expo Milano 2015 Japan Pavilion, Milão; Saatchi Gallery, Londres; Maison&Objet, Paris; National Taiwan Museum of Fine Arts, Taichung; DMM.PLANETS Art by teamLab, que registrou uma fila de cinco horas; teamLab: Living Digital Space and Future Parks, Vale do Silício; ArtScience Museum, Cingapura, entre outros. Agora em exposição teamLab : Au-delà des limites at La Villette em Paris até 09 de setembro de 2018. O museu exclusivamente digital MORI Building DIGITAL ART MUSEUM: teamLab Borderless, em Tóquio, será aberto no dia 21 de junho de 2018. Exposição teamLab: A Forest Where Gods Live, em Mifuneyama Rakuen, em Saga, Japão, abre em 20 de julho de 2018.

As obras da teamLab estão na coleção permanente da Art Gallery of New South Wales, Sidney; Art Gallery of South Australia, Adelaide; Asian Art Museum, San Francisco; Asia Society Museum, Nova York; Borusan Contemporary Art Collection, Istambul e National Gallery of Victoria, Melbourne.

teamLab: https://www.teamlab.art/
Instagram:https://instagram.com/teamlab_news/
facebook: https://www.facebook.com/teamLab.inc
twitter: https://twitter.com/teamLab_net
YouTube: https://www.youtube.com/c/teamLabART

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

More Stories By Business Wire

Copyright © 2009 Business Wire. All rights reserved. Republication or redistribution of Business Wire content is expressly prohibited without the prior written consent of Business Wire. Business Wire shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Latest Stories
Serverless Architecture is the new paradigm shift in cloud application development. It has potential to take the fundamental benefit of cloud platform leverage to another level. "Focus on your application code, not the infrastructure" All the leading cloud platform provide services to implement Serverless architecture : AWS Lambda, Azure Functions, Google Cloud Functions, IBM Openwhisk, Oracle Fn Project.
Modern software design has fundamentally changed how we manage applications, causing many to turn to containers as the new virtual machine for resource management. As container adoption grows beyond stateless applications to stateful workloads, the need for persistent storage is foundational - something customers routinely cite as a top pain point. In his session at @DevOpsSummit at 21st Cloud Expo, Bill Borsari, Head of Systems Engineering at Datera, explored how organizations can reap the bene...
Kubernetes is an open source system for automating deployment, scaling, and management of containerized applications. Kubernetes was originally built by Google, leveraging years of experience with managing container workloads, and is now a Cloud Native Compute Foundation (CNCF) project. Kubernetes has been widely adopted by the community, supported on all major public and private cloud providers, and is gaining rapid adoption in enterprises. However, Kubernetes may seem intimidating and complex ...
As you know, enterprise IT conversation over the past year have often centered upon the open-source Kubernetes container orchestration system. In fact, Kubernetes has emerged as the key technology -- and even primary platform -- of cloud migrations for a wide variety of organizations. Kubernetes is critical to forward-looking enterprises that continue to push their IT infrastructures toward maximum functionality, scalability, and flexibility.
DevOps has long focused on reinventing the SDLC (e.g. with CI/CD, ARA, pipeline automation etc.), while reinvention of IT Ops has lagged. However, new approaches like Site Reliability Engineering, Observability, Containerization, Operations Analytics, and ML/AI are driving a resurgence of IT Ops. In this session our expert panel will focus on how these new ideas are [putting the Ops back in DevOps orbringing modern IT Ops to DevOps].
Intel is an American multinational corporation and technology company headquartered in Santa Clara, California, in the Silicon Valley. It is the world's second largest and second highest valued semiconductor chip maker based on revenue after being overtaken by Samsung, and is the inventor of the x86 series of microprocessors, the processors found in most personal computers (PCs). Intel supplies processors for computer system manufacturers such as Apple, Lenovo, HP, and Dell. Intel also manufactu...
At CloudEXPO Silicon Valley, June 24-26, 2019, Digital Transformation (DX) is a major focus with expanded DevOpsSUMMIT and FinTechEXPO programs within the DXWorldEXPO agenda. Successful transformation requires a laser focus on being data-driven and on using all the tools available that enable transformation if they plan to survive over the long term. A total of 88% of Fortune 500 companies from a generation ago are now out of business. Only 12% still survive. Similar percentages are found throug...
The use of containers by developers -- and now increasingly IT operators -- has grown from infatuation to deep and abiding love. But as with any long-term affair, the honeymoon soon leads to needing to live well together ... and maybe even getting some relationship help along the way. And so it goes with container orchestration and automation solutions, which are rapidly emerging as the means to maintain the bliss between rapid container adoption and broad container use among multiple cloud host...
Serverless applications increase developer productivity and time to market, by freeing engineers from spending time on infrastructure provisioning, configuration and management. Serverless also simplifies Operations and reduces cost - as the Kubernetes container infrastructure required to run these applications is automatically spun up and scaled precisely with the workload, to optimally handle all runtime requests. Recent advances in open source technology now allow organizations to run Serv...
GCP Marketplace is based on a multi-cloud and hybrid-first philosophy, focused on giving Google Cloud partners and enterprise customers flexibility without lock-in. It also helps customers innovate by easily adopting new technologies from ISV partners, such as commercial Kubernetes applications, and allows companies to oversee the full lifecycle of a solution, from discovery through management.
In his session at 20th Cloud Expo, Mike Johnston, an infrastructure engineer at Supergiant.io, will discuss how to use Kubernetes to setup a SaaS infrastructure for your business. Mike Johnston is an infrastructure engineer at Supergiant.io with over 12 years of experience designing, deploying, and maintaining server and workstation infrastructure at all scales. He has experience with brick and mortar data centers as well as cloud providers like Digital Ocean, Amazon Web Services, and Rackspace....
SUSE is a German-based, multinational, open-source software company that develops and sells Linux products to business customers. Founded in 1992, it was the first company to market Linux for the enterprise. Founded in 1992, SUSE is the world's first provider of an Enterprise Linux distribution.
Dito announced the launch of its "Kubernetes Kickoff" application modernization program. This new packaged service offering is designed to provide a multi-phased implementation and optimization plan for leveraging Kubernetes on Google Kubernetes Engine (GKE). Kubernetes, a relatively new layer of the modern cloud stack, is a production-ready platform that allows companies to deploy and manage containerized applications, update with zero downtime, and securely scale their deployments.
In a recent survey, Sumo Logic surveyed 1,500 customers who employ cloud services such as Amazon Web Services (AWS), Microsoft Azure, and Google Cloud Platform (GCP). According to the survey, a quarter of the respondents have already deployed Docker containers and nearly as many (23 percent) are employing the AWS Lambda serverless computing framework. It's clear: serverless is here to stay. The adoption does come with some needed changes, within both application development and operations. Th...
The benefits of automated cloud deployments for speed, reliability and security are undeniable. The cornerstone of this approach, immutable deployment, promotes the idea of continuously rolling safe, stable images instead of trying to keep up with managing a fixed pool of virtual or physical machines. In this talk, we'll explore the immutable infrastructure pattern and how to use continuous deployment and continuous integration (CI/CD) process to build and manage server images for any platform....